em




       Receba nossos boletins em
       seu e-mail:




  Cadastre-se em nosso site, divulgue
  sua clínica, encontre artigos, cursos,
  escalas, congressos, vídeos, teste
  seus conhecimentos...
                         Saiba mais




  Grupo de discussão para troca de
  informações entre mães, boletins de
  orientação, serviços de atendimento
  a deficientes...
                         Saiba mais

Enquete

Destaque

Livros

Busca rápida

Informações

Ferramentas
A influência dos amigos no consumo de drogas... - 16/05/2016
Internacionalização da investigação e do ensi... - 16/05/2016
Tipo de ensino e autoconceito artístico de... - 16/05/2016
Recasamento: percepções e vivências dos... - 16/05/2016
Criança no tratamento final contra o câncer... - 16/05/2016
Relação entre bullying e sintomas depressivos... - 16/05/2016
Desempenho operatório de crianças com queixas... - 16/05/2016
Cuidado e desenvolvimento em crianças escolar... - 16/05/2016
A relação mãe-criança durante o atendimento... - 16/05/2016
Escala de Estratégias de Coping na adolescên... - 16/05/2016
Estudo indica que autismo pode ser identifica... - 11/08/2015
A criança com autismo... - 11/08/2015
Esporte: uma arma infalível no tratamento do... - 11/08/2015
Médicos e pais enfatizam importância do di... - 11/08/2015
Alunos autistas do Recife recebem aulas com r... - 11/08/2015
Escola municipal do Recife limita frequência... - 11/08/2015
O mundo de uma garota com autismo... - 11/08/2015
Estudante com autismo passou 5 anos sem con... - 11/08/2015
Estudo genético liga inteligência a risco de... - 11/08/2015
Monumentos ficam azuis para o Dia Mundial do... - 11/08/2015

Bookmark e Compartilhe
Artigos
Transtorno do Déficit de Atenção e Hipertatividade (TDAH) na infância e neuroimagem basal e ativada: revisão siatemática

Márcio Candiani; Hélio Lauar


12 de julho de 2007

Autores:

Márcio Candiani-Psiquiatra Titular da ABP-psiquiatra da Infância e Adolescência

Hélio Lauar

 

Título
Transtorno do Déficit de Atenção e Hipertatividade (TDAH) na infancia e neuroimagem basal e ativada: revisão siatemática


INTRODUÇÃO

 

Estudos com gêmeos, familiares e adoções suportam a hipótese biológica da patogênese do TDAH. Algumas destas alterações começam a ser vistas com novos métodos de imagem.


Objetivo: verificar as principais hipóteses da etiologia do TDAH e anormalidades anatômicas descritas em exames de neuroimagens.

Metodologia
Utilizando o Medline (
www.pubmed.com) utilizei como descritores as palavras “adhd” e “neuroimage”, buscando, inicialmente, todos os artigos relacionado em todos os

 Idiomas

 

Resultados
Foram encontrados 357 resultados; dentre estes, 42 artigos de revisão. Os 42 artigos tinham como metodologia a revisão bibliográfica sistemática das várias áreas do TDAH: etiologia, etiofisiologia, neuroimagem, etiopatologia, critérios diagnósticos, morfologia, aplicações de ressonância magnética
,.Princiapais resultados encontrados

§         VOLUME CEREBRAL TOTAL – redução de volume 5% do volume dos controles

§         CORPO CALOSO – sem alterações significativas

§         LOBO PREFRONTAL Direito maior do que o esquerdo, em volume

§         NÚCLEO CAUDADO – sem provas consistentes de alteração volumétrica e assimetria

§         PUTÂMEN- sem alterações estatisticamente significativas

§         GLOBO PÁLIDO- redução volumétrica

§         CEREBELO – redução volumétrica

 

 

TABELA 1

ALTERAÇÕES TOMOGRÁFICAS NOS PACIENTES COM TDAH

Bergstrom

1978

33% anormalidades volumétricas

Thompson

1980

4,5% anormalidades volumétricas

Caparulo

1981

28% anormalidades

Russ

1983

Maior volume cerebral

Shaywitz

1983

Sem alterações

Nasrallah

1986

Sem alterações

 

TABELA 2 – ESTUDOS COM RESSONÂNCIA NUCLEAR MAGNÉTICA

AUTOR

PACIENTE/CONTROLE

DATA DO ESTUDO

ACHADOS

Hynd

10/10

1990

Alteração da relação do lobo anterior direito maior do que o esquerdo

Hynd

7/10

1991

Áreas menores do corpo caloso anterior e posterior

Hynd

11/11

1993

Caudado esquerdo maior do que o direito em sujeitos normais, ao contrário do TDAH

Giedd

18/18

1994

Parte rostral do corpo caloso menor no TDAH

Castellanos

50/48

1994

Caudado direito menor e redução da assimetria normal  caudado direito/esquerdo no TDAH

Semrud-Clikeman

15/15

1994

Corpo caloso posterior significativamente menor no TDAH

Castellanos

13/27

1996

Volume cerebral total, caudato  e globo pálido menores no TDAH

Filipek

10/11

1997

Caudato E subst|anciã branca anterior direita menor no TDAH; redução do volume de substância branca apenas nbos que não responderam aos estímulos

Casey

26/26

1997

Alterações anatômicas no circuito frontostriatal direito

Mataro

11/19

1997

Caudato direito maior

Berquin

46/47

1997

Redução do vermix cerebelar posterior

Mostofsky

12/23

1998

Redução do vermix cerebelar posterior

TABELA 3 – NEUROIMAGEM FUNCIONAL – FLUXO CEREBRAL NO TDAH

AUTOR

MÉTODO

PACIENTES

CONTROLES

ACHADOS

Amen,1994

SPECT

54

18

Desativação prefrontal significativamente maior no TDAH (65% vs 5%)

Sieg,1995

SPECT

10

6

Fluxo reduzido na relação esquerdo direito das regiões frontais e parietais no tdah

Scweitzer,1995

PET

4 homens adultos

5 homens adultos

Ativação de regiões visuais, versus no TDAH

Teicher,1996

MRI

8 crianças

n.a

Dose ótima de metilfenidato aumenta significativamente o fluxo do caudato direito e redução do fluxo cortical frontal direito

Schweitzer,2000

PET ativado

6 homens adultos

6 homens adultos

Alterações de regiões occipitais em homens com TDAH

Bush,1999

RMI funcional

8 adultos

8 adultos

Durante o Teste Scroop, os hiperativos não tivram ativação da região anterior cingular, ao contrário dos controles

Rubbia,1999

RMI funcional

7 homens

9 homens

Adolescentes com TDAH mostraram menor poder de resposta no córtex prefrontal mesial durante os testes cognitivos (stroop e resposta motora)

Vaidya,1998

RMI funcional

10 meninos

6 meninos

Ativação do estriado em TDAH; Redução do controle inibitório em testes de pacientes com TDAH

 

Resumindo, os achados mais significativos são:

 

§         DISFUNÇÃO NOS CIRCUITOS DOPAMINÉRGICOS MESOCORTICAIS, RELACIONADOS A CENTROS DE INIBIÇÃO CEREBRAL 1)

§          DISFUNÇÃO ANATÔMICA NAS ÁREAS FRONTAIS, NOS GÂNGLIOS DA BASE, SISTEMA LÍMBICO E CEREBELO

§         REDUÇÃO VOLUMÉTRICA DA REGIÃO FRONTO-ESTRIATAL

§         REDUÇÃO ESTATISTICAMENTE SIGNIFICATIVA NO VOLUME DO CEREBELO, PRINCIPALMENTE DO VÉRMIX CEREBELAR, QUE NÃO PROGRIDE COM A IDADE

§         REDUÇÃO VOLUMÉTRICA DOS GÂNGLIOS DA BASE

§         TRANSTORNO DO HEMISFÉRIO DIREITO

§         ANATOMIA: REDUÇÃO DO CORPO CALOSO, LOBO FRONTAL, GANGLIOS BASAIS E CEREBELO

§          ESTUDOS FUNCIONAIS: ENVOLVIMENTO DO CIRCUITO GANGLIO BASAL, LOBO FRONTAL DIREITO COM FORTE MODULAÇÃOP DO CEREBELO

 

Conclusão


Na última década, há evidências estatísticas de que no TDAH na infância, há uma disfunção na modulação cerebelar do circuito pré-frontal no hemisfério direito, relacionada à modulação dopaminérgica. A neuroimagem funcional não pode ser considerada método diagnóstico de TDAH. Mais estudos são necessários para se encontrar possíveis alterações neurofuncionais nestes pacientes.

 

BIBLIOGRAFIA

 

  1. BIEDERMAN, J. et al,. 1992. Further evidence for family-genetic risck factors inattention déficit hyperactivity disord. Arch. Gen. Psychiatry 49; 728-738.
  2. CASTELLANOS, F.X et al, 1996. Quantitative brain magnetic ressonance imaging in attention-deficit hyperactivity disord. Arch. Gen Psychiatry 53; 607-616
  3. HYND, G. W. et al, 1993.. Attention deficit-hyperactivity disorder and asymmetry of the caudate nucleus. J Child Neurol. 8: 339-347
  4. VAIDYA, C. J. et. Al. 198. Selective affects of methylphenidate in attention deficit hyperactivity disorder: a functional magnetic resonance study. Proc. Natl. Acad. Sci. USA 95; 14494-14499
  5. CASTELLANOS, F. X, 1997. Toward a pathophysiology of attention-deficit/hyperactivity disorder. Clin. Pediatrics 36: 381-393
  6. BUSH, G. et. Al. 1998. The counting Stroop: an interferenc task specialized for functional neuroimaging-validation study with funcitional MRI.Hum. Brain Mapping 6:270-282
  7. MATARO, M. et al, 1997. Magnetic resonance imaging measurement of the caudate nucleus in adolescents with attention-deficit hyperactivity disorder and its relationship with neuropsychological and behavioral measures. Arch. Neurol. 54: 963-968
  8. GIEDD, J.and CASTELLANOS,  2002. Brain Imaging of Attention Deficit/Hyperactivity Disorder. Child Psychiatry Branch, National Institute of Mental Helalth, Bethsesda, Maryland, USA. Pg 33-49

Psiquiatria Infantil.com.br - Todos os direitos reservados © 2006 - 2015   Política de Privacidade   Termos e Condições de uso   Reprodução de conteúdo   Informações
Prof. Dr. Francisco Baptista Assumpção Jr.
Rua dos Otonis, 697 - São Paulo - SP
Telefone: (11) 5579 2762 - Tel/FAX: (11) 5579 7195
www.psiquiatriainfantil.com.br

Voltar ao Topo